Cartas Dynamo

A transparência na gestão é um dos ativos que mais cultivamos na Dynamo. Além dos canais usuais de comunicação com nossos cotistas, costumamos escrever – desde o início do Dynamo Cougar - a Carta Dynamo.

A Carta Dynamo é uma publicação trimestral onde procuramos analisar criticamente temas relevantes da atualidade do mercado de capitais, além de tecer comentários sobre nosso desempenho no período, destacando os eventos mais significativos relativos aos nossos investimentos.

Abaixo, você poderá fazer o download (arquivo PDF) das últimas Cartas Dynamo disponíveis. Para garantir o recebimento das publicações futuras, basta cadastrar-se no menu Correio.

Carta 83

Renner: A Geometria do Varejo

Descreve a trajetória da Lojas Renner até 2005, com ênfase em nosso investimento no período 1994-1998.


Carta 82

Sistema 3

Considera a influência das emoções nas decisões dos indivíduos. Descreve o nosso modelo colegiado de decisão de investimentos.


Carta 81

A Experiência da Intuição

Examina o papel da experiência - e da intuição - em nossa atividade de investimento.


Carta 80

Carta ao Meu Sócio

A Carta é uma homenagem aos vinte anos da Dynamo.


Carta 79

Keynes como Investidor

Descreve e analisa a experiência pessoal de J.M. Keynes como investidor.


Carta 78

O Crédito do Cartão II

Completa a narrativa da Carta anterior, sobre o nosso investimento em Cielo e Redecard, analisando o ambiente competitivo pós abertura do mercado de credenciamento. Tece considerações sobre contrarianism em investimentos.


Carta 77

O Crédito do Cartão I

Narra nosso investimento em Cielo e Redecard, discutindo a questão regulatória no mercado de credenciamento.


Carta 76

Os Competentes

Completa o argumento da Carta anterior, tratando do tema da Competência entre os gestores de investimentos.


Carta 75

Os Afortunados

Trata do tema da sorte (Fortuna) e de suas influências no nosso cotidiano de investidores.


Carta 74

Filosofia da Paciência

Ilustra a discussão do ‘curtoprazismo’ e seus efeitos sobre o nosso cotidiano de investidores de longo prazo.


Carta 73

Fisiologia da Impaciência

Busca explicações para a predominância de comportamentos ‘curtoprazistas’ entre investidores e demais participantes do mercado.


Carta 72

Takeover – My cup of tea

Descreve o modelo inglês de regulação de takeover, compara com o americano e aponta algumas reflexões para o caso brasileiro.


Carta 71

Takeover – American way

Investiga as razões para o viés pró management da regulação de takeovers nos Estados Unidos.


Carta 70

7x (com juros)

Estende a análise da Carta anterior, sobre o mercado de crédito no Brasil, e atualiza nosso investimento no Itaú Unibanco.


Carta 69

Parcelado

Descreve o mercado de crédito no Brasil, à luz da crise financeira americana.


Carta 68

Estreito

Sobre o modelo de negócios da GDF Suez/Tractebel.


Carta 67

Budding

Descreve as oportunidades que julgamos se apresentar no radar da Anheuser-Busch Inbev (ABI).


Carta 66

Buddy

Descreve o economics da aquisição da Anheuser-Busch (Bud) pela Inbev.


Carta 65

‘Own Way’ of Be(er)ing

Atualiza nosso investimento na Ambev/Inbev.


Carta 64

Amálgama

Trata do nosso investimento na Odontoprev.